Sexta-feira, 8 de Outubro de 2010
"QUANDO OS GOVERNANTES NÃO TÊM JUÍZO... O POVO É QUE PAGA..."

Ministério da Finanças

 

  

 

Tabela dos Cortes Salariais na Função Pública:

 

 

 

 



 



publicado por ALIJÓ SUBLIME às 12:30
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Liberdade a 8 de Outubro de 2010 às 16:16
É uma vergonha o que o Engº José Sócrates e os seus Camaradas fizeram a este país. É só tachos para os Camaradas do partido socialista. Eu votei nele acreditando que iria mudar isto tudo, mas enganei-me completamente ele é igual, ou, ainda pior do que os outros. Somos sempre os mesmos a pagar as crises que os outros fizeram e fazem. Chegou a hora de ir embora, estamos fartos deste Primeiro Ministro e da sua seita cor de rosa. Estamos fartos destes grandes COMILÕES.


De Onde está a liberdade? a 9 de Outubro de 2010 às 00:44
Constituição da República Portuguesa
Artigo 2.º
Estado de direito democrático
A República Portuguesa é um Estado de direito democrático, baseado na soberania popular, no pluralismo de expressão e organização política democráticas, no respeito e na garantia de efectivação dos direitos e liberdades fundamentais e na separação e interdependência de poderes, visando a realização da democracia económica, social e cultural e o aprofundamento da democracia participativa.

Artigo 13.º
Princípio da igualdade
1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.

2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.

Artigo 37.º
Liberdade de expressão e informação
1. Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações.

2. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura.

3. As infracções cometidas no exercício destes direitos ficam submetidas aos princípios gerais de direito criminal ou do ilícito de mera ordenação social, sendo a sua apreciação respectivamente da competência dos tribunais judiciais ou de entidade administrativa independente, nos termos da lei.

4. A todas as pessoas, singulares ou colectivas, é assegurado, em condições de igualdade e eficácia, o direito de resposta e de rectificação, bem como o direito a indemnização pelos danos sofridos

Artigo 38.º
Liberdade de imprensa e meios de comunicação social
1. É garantida a liberdade de imprensa.

2. A liberdade de imprensa implica:

a) A liberdade de expressão e criação dos jornalistas e colaboradores, bem como a intervenção dos primeiros na orientação editorial dos respectivos órgãos de comunicação social, salvo quando tiverem natureza doutrinária ou confessional;
b) O direito dos jornalistas, nos termos da lei, ao acesso às fontes de informação e à protecção da independência e do sigilo profissionais, bem como o direito de elegerem conselhos de redacção;
c) O direito de fundação de jornais e de quaisquer outras publicações, independentemente de autorização administrativa, caução ou habilitação prévias.


3. A lei assegura, com carácter genérico, a divulgação da titularidade e dos meios de financiamento dos órgãos de comunicação social.

4. O Estado assegura a liberdade e a independência dos órgãos de comunicação social perante o poder político e o poder económico, impondo o princípio da especialidade das empresas titulares de órgãos de informação geral, tratando-as e apoiando-as de forma não discriminatória e impedindo a sua concentração, designadamente através de participações múltiplas ou cruzadas.

5. O Estado assegura a existência e o funcionamento de um serviço público de rádio e de televisão.

6. A estrutura e o funcionamento dos meios de comunicação social do sector público devem salvaguardar a sua independência perante o Governo, a Administração e os demais poderes públicos, bem como assegurar a possibilidade de expressão e confronto das diversas correntes de opinião.

7. As estações emissoras de radiodifusão e de radiotelevisão só podem funcionar mediante licença, a conferir por concurso público, nos termos da lei.


..........................................

E muito mais. Admite que votou, tenho pena que o tenha feito. Agora pagam os que votaram, os que não votaram e aqueles que votariam mais uma vez.

Eu chamo a este senhor um diatdor, um prepotente um inconsciente. Peço desculpa não me identificar mas sou funcionário deste estado e tudo é possivel.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

"ESPERAMOS QUE SEJA O PRI...

TOMADA DE POSSE DE ANÍBAL...

CAVACO SILVA VENCE EM POR...

VOTAR É UM DEVER CÍVICO

FELIZ NATAL E UM BOM ANO ...

MAIS UM SONHO MEGALÓMANO....

QUAL É O FUTURO DO PSD EM...

O CORTE NOS SALÁRIOS DA F...

"QUANDO OS GOVERNANTES NÃ...

CENTENÁRIO DA REPÚBLICA P...

arquivos

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Outubro 2009

Dezembro 2008

Abril 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Outubro 2006

Setembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

blogs SAPO