Sexta-feira, 21 de Abril de 2006
"Como eu Gosto de Ser, Trabalhar e Viver no CONCELHO DE ALIJÓ..."

Fonte de Alijó   Escola de Dança em Alijó

Segundo uma notícia do Jornal “A Voz de Trás-os-Montes” de 20 de Abril de 2006, vai ser inaugurado este Sábado uma Sala particular de Exposições sobre coleccionismo na Vila de Alijó, mais propriamente na localidade da Granja.

Pela notícia dá para perceber que esta Sala de Exposições (e porque não chamar-lhe Museu? Acho que se adaptaria perfeitamente…) contém várias Colecções, entre elas à que salientar, a de Filatelia (Selos Portugueses, Colecção completa), a de Numismática (Moedas de todo o mundo, de salientar as da República Portuguesa), de Garrafas de Bebidas, de Ferramentas de Trabalho Tradicional da Região Demarcada do Douro, entre outras.

Os meus mais sinceros Parabéns ao Proprietário e Responsável deste “Museu” pelo brilhante trabalho e muita dedicação a uma tão nobre causa, que é o Coleccionismo e por querer partilhar com toda a gente, esta preciosidade.

Gostaria de chamar a atenção ás Autoridades Competentes, para que não se esqueçam da importância que uma Colecção destas pode ter na cultura Local e Distrital, as Câmaras Municipais e o Estado não são assim tão ricos, para não saberem aproveitar esta oportunidade.

Seria importante que os adultos e sobretudo as crianças do nosso Concelho tivessem a oportunidade de conhecer tal Colecção. Deixo aqui um repto á Câmara Municipal de Alijó, à Delegação Regional da Cultura do Norte entre muitas outras Autoridades, para que em parceria com o Proprietário desta magnifica Colecção, a mesma possa estar exposta, para que todos nós a possamos admirar. Espero que alguém de bom senso e com sentido de responsabilidade aceite esta minha sugestão.

Ao finalizar gostaria mais uma vez de Agradecer e Felicitar o Proprietário e Responsável desta Colecção, que ainda não tive a honra de ver, mas tenho toda a certeza que está magnifica, pelo trabalho e empenho de tão dignificante causa.

Bem haja o Concelho de Alijó e as Pessoas que muito têm e continuam a fazer por Ele, assim dá gosto…

Como eu Gosto de Ser, Trabalhar e Viver neste Meu Concelho

 

“Alijó Sublime”

 



publicado por ALIJÓ SUBLIME às 16:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 18 de Abril de 2006
No DOURO mandam os DURIENSES ...

Espero que todos tenham tido um Santa Páscoa em Família e com os Amigos.

Tendo sido ontem (dia 17 de Abril de 2006) iniciada a travessia do Rio Douro, na Bela Vila do Pinhão através do Ferry-Boat e ao ouvir nas rádios e ao ver nos jornais que a população está a favor do Ferry-Boat mas descontente com os horários do mesmo, não poderia estar mais de acordo e solidário com todos os Pinhoenses.

Estando à porta mais um Verão não poderia ter ocorrido em pior data a realização das obras na Ponte do Pinhão, mas também temos de perceber que acima de tudo está sempre a segurança das pessoas e que estas mesmas obras não poderiam acontecer em pleno Inverno, devido a vários factores, desde o mau tempo, ás fortes correntes do Rio Douro, entre muitos outros.

A opção de se contratar os Ferry-Boat, penso ter sido uma opção acertada e sensata já que vai facilitar não só a vida a todos os Pinhoenses, Alijoenses e Durienses que diariamente passavam na ponte, como também aos milhares de turistas nesta altura do ano e no Verão nos visitam.

Já penso que os horários que estão em vigor, não sejam os mais adequados para quem diariamente trabalha nas muitas vinhas existentes numa e outra margem do Rio Douro. Estes horários também não ajudam em nada os Comerciantes e a Restauração da Vila do Pinhão nem do Concelho de Alijó.

Se houver bom senso, compreensão e boa fé, por parte de todas as autoridades competentes responsáveis pelas travessias do Ferry-Boat, os horários que entraram ontem em vigor serão certamente alterados para bem das pessoas da Vila do Pinhão, do Concelho de Alijó e da Região Demarcada do Douro. Se assim não acontecer a população da Vila do Pinhão, mais uma vez não se deve calar, mas sim manifestar-se para poder “levar a água ao seu moinho”.

Já agora e por aquilo que ouvi a muitos Pinhoenses, eu sugeria o seguinte horário, iniciar ás 06h00m e terminar ás 22h00m, se tecnicamente for possível, julgo ser esta uma simples e acertada sugestão…

 

“Alijó Sublime”

 



publicado por ALIJÓ SUBLIME às 11:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 6 de Abril de 2006
Já diz o velho Ditado Popular "Apanha-se mais depressa um Mentiroso do que um Coxo..."

Vou trancrecrever na integra uma noticia que vem no Diário de Noticias de hoje (2006/04/06).

 

Mais palavras para quê? Na noticia está tudo dito...

 

 

"Ascenso Simões defendeu em 2002 taxa de alcoolemia de 0,5 gramas/litro"

 

"Em pouco menos de quatro anos, duas posições diametralmente opostas. Em 2002, o secretário de Estado da Administração Interna, Ascenso Simões, defendeu que "a taxa [de alcoolemia] correcta, num país como Portugal, com os hábitos alimentares existentes, deveria ser de 0,5" gramas por litro de sangue.

Esta é apenas uma das afirmações que constam da declaração de voto do então deputado Ascenso Simões, que se diferenciava assim da posição assumida pelo seu partido. O PS decidiu na altura votar contra o regresso aos 0,5 g/l que o PSD propunha, depois de o Governo liderado por António Guterres ter imposto a descida da taxa para 0,2 g/l, mas fazendo acompanhar a medida com a constituição de uma comissão científica independente que ficou de estudar os impactos da redução.

Ascenso Simões dizia na altura, aquando da votação na generalidade de alterações ao Código da Estrada e à lei que impunha a redução da taxa, que o PSD suscitava "em situação extemporânea o regresso da discussão" sobre a taxa. Ao mesmo tempo já reconhecia ser "bem nítida a simpatia que alguns sectores da comunicação social demonstraram pela solução dos 0,2 g/l, o que faz antever um combate informativo intemporal". Neste ponto, o agora secretário de Estado da Administração Interna acertou em cheio.

O governante que diz hoje que a taxa poderá "diminuir consideravelmente" no final do ano se os produtores de vinho não ajudarem a contrariar os números de mortos nas estradas é o mesmo que afirmou isto em 2002: "A discussão da taxa de alcoolemia não elimina a minha preocupação quanto ao sector vitivinícola." Para o então deputado, "o sector empresarial dos vinhos é um dos que mereceria uma atenção redobrada por parte do Governo" [PSD-CDS]. Mais, Ascenso Simões dizia ainda em 2002 que "fazer a discussão da chamada taxa de alcoolemia associada à da protecção do sector vitivinícola, introduzindo argumentos de saúde pública não pode ser aceitável". O DN tentou ouvir Ascenso Simões sobre a contradição, o que não foi possível até ao fecho desta edição.

O PS rejeitou ontem um requerimento do PSD para a ida urgente do secretário de Estado da Administração Interna à Comissão de Obras Públicas. Socorrendo-se da maioria absoluta, os deputados socialistas rejeitaram a audição e aprovaram como alternativa a ida do ministro da Administração Interna ou do secretário de Estado que tutela a Direcção-Geral de Viação para dar a conhecer o Relatório Anual do Observatório de Segurança Rodoviária. "Um boicote absoluto", considerou Fernando Santos Pereira, do PSD.

"Não gostei do comentário do ministro da Agricultura sobre as declarações de um seu colega de Governo", afirmou Jorge Coelho na Quadratura do Círculo (pág. 10). "Se dois membros do Governo têm coisas a dizer-se devem fazê-lo entre si, não é próprio que o façam de forma pública", disse Coelho sobre o facto de o ministro ter afirmado que as palavras de Ascenso Simões não passavam de um desabafo."

 

Depois de noticias como esta, ainda querem que o Povo acredite mais neles, só se estivermos todos loucos... Não acham?

 

"Alijó Sublime"



publicado por ALIJÓ SUBLIME às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 3 de Abril de 2006
“Em Roma, sê Romano. No DOURO, sê DURIENSE …”

É com enorme espanto que hoje ao ver e ouvir as noticias (televisões, jornais e rádios), deparo com as intenções do Sr. Secretário de Estado da Administração Interna, o Sr.   Dr. Ascenso Simões de propor a descida da taxa de alcoolémia que vigora actualmente em 0,5 g/l para 0,0g/l. Será que eu vi e ouvi bem? Será mesmo verdade? A ser verdade (para já não houve qualquer desmentido, por isso, dou as noticias como verdadeiras) é mais um “bode expiatório” para as várias desculpas que este Governo tem vindo a arranjar para a continuidade na sinistralidade rodoviária em Portugal.

Já agora seria importante saber qual a opinião do Sr. Primeiro Ministro e do Sr. Ministro da Agricultura sobre tudo isto?

Que fique bem claro que eu sou um defensor de medidas contra a sinistralidade rodoviária, já que as muitas que temos, por ventura, ainda podem ser insuficientes e mesmo pouco, ou, mesmo nada eficazes. Não sou favorável aos condutores que conduzam sobre efeitos de álcool e que ponham em perigo todos os utentes nas vias públicas (condutores e peões), esses devem ser severamente punidos pela lei e pelas autoridades.

Agora querer arranjar só no álcool o único, ou, o grande culpado da sinistralidade rodoviária no nosso País, é preciso ter lata!

Como é do conhecimento geral ainda há poucos anos, a taxa de álcool desceu de 0,8g/l para a actual 0,5g/l, não tendo já nessa altura ficado provado cientificamente que essa redução iria alterar alguma coisa, já que acima desse valor em nada altera os parâmetros mínimos exigidos para se conduzir em segurança.

Será que o Sr. Secretário de Estado, Dr. Ascenso Simões (cabeça de lista do Partido Socialista (PS) pelo Circulo Eleitoral de Vila Real) se lembra das promessas que fez? Será que se lembra em que Região nasceu e onde vive? Ou será, como outros que rapidamente se esqueceram onde nasceram? Em quanto é que uma medida destas pode acarretar para a vida de toda uma Região que depende quase na sua grande totalidade da Vinha e do Vinho?

Como diria um Amigo meu, “enquanto não chegam ao poder prometem tudo a todos, quando lá chegam, já nem se lembram quem são, de onde são e renegam rapidamente quem os ajudou a eleger…”

Esta vida está cada vez mais difícil para quem todos os dias, dá tudo de si, com o seu suor e empenho, para que no fim de um ano de ardo trabalho possa receber uma quantas “migalhas” pelo esforço despendido sabe-se lá com que qualidade de vida…

Só espero que todos os Autarcas da Câmara Municipal de Alijó (Executivo Camarário, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia) digam a uma só voz que “Basta de uma vez por todas com mais descriminações e hipocrisias…” conto, não, contamos, isso sim com todos aqueles que elegemos para nos representarem e não para se representarem a si próprios.

No DOURO, em qualquer parte do nosso País e do Mundo serei sempre DURIENSE

“Alijó Sublime”



publicado por ALIJÓ SUBLIME às 15:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

"ESPERAMOS QUE SEJA O PRI...

TOMADA DE POSSE DE ANÍBAL...

CAVACO SILVA VENCE EM POR...

VOTAR É UM DEVER CÍVICO

FELIZ NATAL E UM BOM ANO ...

MAIS UM SONHO MEGALÓMANO....

QUAL É O FUTURO DO PSD EM...

O CORTE NOS SALÁRIOS DA F...

"QUANDO OS GOVERNANTES NÃ...

CENTENÁRIO DA REPÚBLICA P...

arquivos

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Outubro 2009

Dezembro 2008

Abril 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Outubro 2006

Setembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

blogs SAPO